12
jul
11

Falta de poupa

Em meio à estrada pude organizar meus pensamentos e escrever algo sobre este momento.
Falta de poupa. Essas palavras se repetem em meus dias, mas por causa da natureza inflamada eu não podia entender um sentido nisso. Se haveria justificativa natural ou fundamentação bíblica para minha incompreensão da circunstância repetitiva e exaustiva em um momento tão obviamente complicado! não ruim, muito menos triste, somente complicado e digo isso em meu caso especificamente.
Mudar de estado não é uma burocracia fácil. Tudo que pensamos ser livres em todo tempo na verdade é uma grande cela regional. Tente você mudar em um mês! quanta programação e organização isso exige. Ainda mais trabalhando 8h/d e lutando para eliminar os pepinos que ficariam para seus pais resolverem. EÉ mt coisa! mais do que vc pensa que entende com toda compreensão da sua cabeça. Depois de toda uma vida, rotina e agenda construida em um local, voce muda isso. Tira a capa e a essência de um lugar e vai para outro. Regras, horários, endereços, trânsito, vaga, chefes, dinheiro, bichinho de estimação, tempero, companhia e outros fatores são transformados. A cabeça realmente sacode…
Além disso você tem um telefone que toca para falar de seu imóvel e do imóvel alugado, cartório, bancos, taxas até para pesquisar a aprovação do fiador (voces sabiam disso? O.o porque eu descobri na hora de fazer o cheque!); niver de amigos amados ou da irmazona, aniversario DA IGREJA, de 50 anos! familia chegando de viagem, aeroporto 3 vezes na semana e VAMO-Q-VAMOOOOO.
E ai? ofegante? Dai a parte da reflexão; ninguém tem obrigação de saber, se importar ou participar desse zapeado ritmo frenético da noiva e do noivo, muito menos de oferecer ajuda. Por outro lado, ou poderia dizer, do nosso lado, nós – o noivo e a noiva – não temos condição – FRISO CONDIÇÃO, talvez tenhamos obrigação em seu entendimento – mas condição, NãO, de abraçar a causa, empenhar esmero com cuidados formais, atenção acentuada, antecedência descrita nas listas de regras socias do casamento, ou qualquer mimimi correspondente! Peço o perdão e antecipo a justificativa: sem condições. Entreguei um convite faltando 2 dias p/chá de panela pedindo mil perdões e a recente amiga casada disse “não se preocupe Mel, estarei lá, entendo tudo isso e tá tudo tranquilo!=)”. Ai que alívio! ela preferiu participar à se magoar e se ausentar…

Finalmente pude escrever porque me lembrei de Cristo e algumas afirmações na palavra de Deus. Por que justo DEUS questiona em sua palavra: “A quem enviarei? Quem ha de ir por mim?” e Cristo, o salvador, expressa em vários momentos “… tu me amas?”. Ele, Deus, conhece a natureza humana. Apesar de toda graça e perdão gratuito, apesar de tanto amor eternamente disponivel, ELE questiona a posição do receptor de tudo isso: nós.
Longe de mim compara-me a Cristo, ainda não posso dizer como Apostolo Paulo (Sede imitadores de mim, pois tenho imitado a Cristo), no entanto, deparo-me com esse questionamento do Altissimo Rei de Amor, e observo o detalhe que Ele conhece, quão centralizadora, egocentrista e auto-tudo-eu é a natureza humana. Isso nos trai diante de um Deus tão amoroso e reflete em nossas relações pessoais de forma intensa, direta, talvez até mesmo reveladora da essência de algumas amizades =/

Ouvi conselhos pesados para minha natureza, que exigem anular totalmente o que tenho sido a anos e além de ser dificil pra mim, me expõe ao risco de perder “amigos” por buscar ser responsável. A grande verdade é que esse lance de “estou sempre aqui pra voce” se traduz diariamente em “vc sempre estará aqui pra mim, NAO ÉEEE????”. E amar independente disso é o grande desafio.
Perdoar por simplesmente OBSERVA as infortúnios de um momento de muitas mudanças, pouco prazo e excesso de pressão, deixaram a amiga-noiva bem atrapalhada (coisa que sempre fui).
Outro conselho sabio que ouvi recentemente foi: Não brigue por coisas! Coisas sao coisas, pessoas sao pessoas.

O que é mais importante pra voce? As coisas ou as pessoas?
Sendo bem direta… reter a ofensa pessoal ou superar para participar desse momento que vc foi escolhido(a) a dedo para ser parte?
Antecedo meu pedido de perdão. Insisto no pedido de extrema tolerância e compreensão. Convido… acredite, é de coração.

Anúncios

4 Responses to “Falta de poupa”


  1. 1 Dudu
    12 de julho de 2011 às 12:25 PM

    A quebra de rotina sempre causa um choque. Quando você está acostumada com tudo ao seu redor, é necessário mudar!
    Mas já que tem que mudar, necessita ser assim tão drasticamente?
    Mel, assim como vocês, eu e Ju também estamos nessa loucura acelerada que antecede a vida matrimonial. Somente quem já passou por isso pode entender os prováveis esquecimentos, a falta de tempo e a inevitável falta de grana!
    Hoje vejo que estou em um momento gratificante, mas difícil de nossas vidas. Da mesma forma que sofri ao nascer, porque estava confortavelmente abrigado no útero de minha mãe, hoje sofro para nascer para a família que eu e minha amável noiva iremos constituir.
    Toda quebra de paradigmas, quebra de comodismo ou “mudança de estado”, causa um choque. O bom disso tudo é a certeza que além da mudança há um horizonte fascinante e recompensador.
    Se hoje há um misto de loucura, correria, angústia e às vezes até desespero por ver tantas coisas ainda por fazer e o tempo se esgotando, depois do dia do tão esperado, sonhado e planejado casamento, vejo que há esperança em uma vida cristã, uma vida repleta de amor e principalmente, vejo as promessas de Deus que Ele tem para realizar.
    A relação que temos com Deus é tão diferente do que nossa razão humana ou que qualquer sábio jamais poderá explicar.
    Ele nos diz: vinde a Mim vós que estais cansados e sobrecarregados e Eu vos aliviarei!
    Diz mais! Nos acolhe, quando estamos achando que o fardo está pesado demais.
    Humanamente não é possível entender uma relação em que você entrega seus fardos, seus cansaços, suas frustrações, e a outra pessoa lhe entrega alívio, repouso, acolhimento e muito amor.
    Isso somente é possível porque cremos em um Deus que é amor. E esse amor é incondicional, é verdade e vida!
    Bom Mel, sei que você é uma amada filha desse nosso Deus e que busca sempre seguir os caminhos de uma jovem cristã. Resolvi escrever um pouco apenas para que você saiba e relembre, embora já saiba e não tenha esquecido, mas é sempre bom saber, que no meio do sufoco, necessitamos parar e ouvir! Eu disse OUVIR! Às vezes falamos demais e não deixamos a voz de Deus chegar ao coração.
    Está passando por um momento de tormenta? Lembra da atitude de Pedro naquele barquinho, quando estava no mar, com ondas sacudindo tudo, o vento assustador, pânico entre aqueles mais próximos a Jesus? Jesus simples e calmamente ordenou que o mar se acalmasse! Isso é fascinador!
    Estamos em alto mar, num barquinho pequeno, inseguro, com ondas e ventos avassaladores! Mas o que importa é que mesmo com todas as intempéries, Jesus está no barco! Ele está conosco!
    E isso basta!
    Mel, só o amor basta! Seja o amor ÁGAPE, seja o amor FILIAL ou o amor EROS. Somente o amor basta!
    Quanto às coisas? Ah…. são somente coisas.
    Ame ao passageiro do nosso barco! Aquele que tudo pode, que é caminho, verdade e vida! Aquele que é o sal da terra e a luz do mundo.

  2. 2 Nídia
    12 de julho de 2011 às 12:43 PM

    Amiga, não consigo nem imaginar o tanto que sua vida está mudando…imagino apenas que não deve estar sendo fácil…desejo boa sorte, e penso que ja ja você vai viver momentos de calmaria….=)

  3. 12 de julho de 2011 às 4:54 PM

    Babyzinha lembre-se: Todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus! Ele está a frente de todo esse processo, ok? Ele te deu a graça, e vai te sustentar! Love U

  4. 4 Dudu
    13 de julho de 2011 às 4:03 PM

    Mel, como estão as coisas?
    Ontem fiquei rindo sozinho quando li seu comentário e comparei suas reações com a da Juliana. Ela também está bem preocupada com algumas coisas. Eu não sei se sou tranquilo ou despreocupado demais. Sempre digo para ficar tranquila, que não adianta querer adiantar tudo, pois cada coisa tem sua hora.
    Acredito que ela é meu par perfeito, pois hoje vejo que um equilibra o outro. Exatamente como na música Eduardo e Mônica … ops! Eduardo e Ju, “que diz que “ele completa ela, e vice versa, como feijão com arroz”.

    Hoje quando lia sobre a palavra de Deus, recordei de um momento na vida de Jesus que é muito propício ao momento que você e o Iuri estão passando, assim como eu e Juliana também.
    Em meio ao sufoco de toda preparação para a festa dos noivos, algo não foi bem preparado! E o resultado apareceu exatamente na festa do casamento. Estou falando da festa de bodas em Canaã, quando faltou vinho.

    “Eles não têm mais vinho” (Jo 2,3). Essa passagem da Bíblia muito conhecida poderia ter um final trágico não fosse a misericórdia de Jesus e a intercessão de Nossa Senhora. Imagine a cara da noiva com esse probleminha na festa de casamento?

    Afinal, para muitas mulheres o sonho de uma vida é entrar na igreja de véu, grinalda, buquê de flores de laranjeira ao som da marcha nupcial … E esse sonho fica mais próximo de ser concretizado com o pedido de noivado. A partir do momento em que a namorada diz “sim” (ou o namorado, afinal, as mulheres nem sempre esperam que a iniciativa parta do moço) começa a contagem regressiva para que o grande dia seja perfeito e nada falte.

    E uma maratona de decisões e escolhas se inicia: vestido, igreja, padrinhos, damas e pajens, canções, e se vai haver festa então é aí que a agenda – e o bolso – apertam!

    Os noivos, porém, não pode se esquecer do essencial nesse período: a oração e escuta de Deus, pois Ele é providente e fiel não deixando faltar nada. Mas é preciso ouvir o Senhor antes de qualquer escolha.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Dia à dia

julho 2011
S T Q Q S S D
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Cadastre seu e-mail e receba as atualizações do blog.

Junte-se a 3 outros seguidores

Publicações


%d blogueiros gostam disto: